segunda-feira, 16 de julho de 2012

Nunca encontrei ninguém como tu e como só existe tu como tu e eu adoraria ter alguém como tu e não há mais ninguém como tu, que não seja tu, sinto a tua falta. Disse-me a história de verão no inverno.

Nenhum comentário:

Postar um comentário